Sociopatia. Cinco dicas para identificar o antissocial mais próximo de você

 

Eles podem estar em qualquer lugar, seja no trabalho, na escola ou até mesmo na própria família. Os sociopatas são indivíduos com uma “deformação social”, ou seja, apresentam uma personalidade antissocial e podem ser uma ameaça para as pessoas ao seu redor. 

Fonte: Site https://www.significados.com.br

O que é um sociopata? O termo é usado para descrever uma pessoa que sofre de sociopatia, uma psicopatologia que provoca um comportamento impulsivo, hostil e antissocial. A sociopatia é classificada como um transtorno de personalidade que é caracterizado por um egocentrismo exacerbado, que leva a uma desconsideração em relação aos sentimentos e opiniões dos outros.

Um sociopata não tem apego aos valores morais e é capaz de simular sentimentos, para conseguir manipular outras pessoas. Além disso, a sua incapacidade de controlar as suas emoções negativas torna muito difícil estabelecer um relacionamento estável com outras pessoas.

A sociopatia não tem cura, no entanto, os seus efeitos podem ser mitigados através da psicoterapia e da prescrição de medicamentos. A expressão sociopata funcional indica uma pessoa que apesar de sofrer de uma sociopatia, tem essa situação sob controle, ou seja, os efeitos da sociopatia não afetam muito a sua interação com outras pessoas.

Diferença entre sociopata e psicopata

Segundo o Manual de Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, tanto a psicopatia como a sociopatia são considerados como transtornos antissociais, e têm muitas características semelhantes, o que explica o fato de muitas vezes serem vistos como sinônimos.

Há muitos traços em comum, como a desconsideração por leis, normas sociais e direitos de outras pessoas; falta de sentimento de culpa e comportamento violento. Uma das principais diferenças é que frequentemente os psicopatas são pessoas encantadoras e populares, que muitas vezes exercem cargos de liderança e que conseguem atrair pessoas para elas próprias.

Um sociopata não é muito bom em contextos sociais, sendo muitas vezes classificado como uma pessoa antissocial. Apesar disso, o sociopata é capaz de fingir ou forçar sentimentos, parecendo estar à vontade ou contente quando na realidade não está. Por outro lado, o psicopata muitas vezes se sente confortável em grupos, vendo essa situação como uma oportunidade para manipular os outros para o seu próprio benefício.

O sociopata sexual: Um tipo humano que caracteriza vários personagens do cinema.

O sociopata sexual: Um tipo humano que caracteriza vários personagens do cinema.

Existem diferentes níveis e tipos de sociopatas, desde os mais sutis aos que se transformam em perigosos serial killers, por exemplo. Por precaução, separamos os cinco principais sinais que caracterizam um sociopata para te ajudar a identificar e ficar de olho! Lembrando que, obviamente, apenas um profissional qualificado poderá oferecer um diagnóstico oficial do transtorno de personalidade antissocial.

Aqui estão os cinco principais tipos de sociopatia:

1. Dificuldade em sentir empatia

De acordo com o Manual de Diagnóstico e Estatísticas das Doenças Mentais (DSM-V), uma das características comuns entre os sociopatas é a falta da chamada inteligência emocional, ou seja, a capacidade de reconhecer e entender os sentimentos das outras pessoas.

2. Manipuladores e mentirosos compulsivos

Os sociopatas criam mentiras indiscriminadamente com o instituto de alcançar determinados objetivos, manipulando as pessoas ao seu redor para isso.

Fingir sentimentos, como alegria, culpa e tristeza, por exemplo, são comuns dos sociopatas como parte do processo de manipulação.

3. Falso encanto

Carismáticos, simpáticos e encantadores. Por incrível que pareça, essas também são características comuns entre os sociopatas, no entanto, apenas superficialmente.

Por ser manipuladores, os sociopatas aparentam ser agradáveis e amigáveis para conquistar a confiança das pessoas que desejam “usar”.

4. Extremamente impulsivos

Os sociopatas vivem pelo prazer e são caracterizados por serem muito inconstantes, ou seja, agem por impulso. Podem mudar de objetivo de uma hora para outra, de acordo com a sua vontade ou com o “calor do momento”.

5. Extremamente egocêntricos

Por acharem que nunca estão errados ou por não terem noção dos conceitos morais e éticos, os sociopatas possuem uma visão supervalorizada de si mesmos. Acham-se grandes merecedores das coisas, devido ao seu narcisismo exagerado.

Comentários

comentários