Canto Barroco. Premiados do concurso Ruspoli se apresentam em São Paulo

Salão nobre para concertos do Castelo Ruspoli de Vignanello, sede do concurso de música barroca.

Salão nobre para concertos do Castelo Ruspoli de Vignanello, sede do concurso de música barroca.

Por: Luis Pellegrini

O Concurso Ruspoli de Música Barroca acontece todos os anos, no início do mês de outubro, no castelo da família Ruspoli em Vignanello, ao norte de Roma, na Itália. Já participei como espectador de três edições do evento, e considero tais oportunidades verdadeiros prêmios que a vida me concedeu. Para um apaixonado pelo período barroco, como sou, permanecer alguns dias ouvindo música viva nos salões de um castelo de origem medieval que foi residência de vários dos maiores expoentes da composição musical barroca é experiência que não tem preço.

O Concurso Ruspoli estende neste momento um braço até nós, em São Paulo, trazendo para cá, a partir de quarta-feira dia 3 de agosto, alguns eventos que contarão com a participação de diretores e dos vencedores do prêmio para canto barroco, a soprano Valentina Marghinotti (vencedora em 2015) e o contratenor Aurelio Schiavoni (vencedor em 2013).

 

O Castelo Ruspoli de Vignanello ao fundo, e seu jardim renascentista.

O Castelo Ruspoli de Vignanello ao fundo, e seu jardim renascentista.

Handel, Scarlatti, Caldara

O Concurso Ruspoli existe desde 2009 e è iniciativa de Giada Ruspoli – princesa da casa Mariscotti-Ruspoli, uma das mais antigas da nobreza romana. Casada com o brasileiro Luiz Misasi, Giada divide o seu tempo entre São Paulo e Vignanello. O Concurso è dirigido pelo musicólogo italiano Giorgio Monari, e nasceu para homenagear a memória do Príncipe Francesco Maria Ruspoli (Vignanello 1672 – Roma 1731) que foi um dos maiores mecenas em toda a Europa do século 18. Francesco Maria acolheu em seu castelo, e nos anexos do mesmo, alguns dos maiores artistas, poetas e músicos de sua época como Corelli, Hottetere, Caldara, Alessandro Scarlatti – que dedicou ao príncipe algumas de suas obras – e Händel – que no castelo tocou e escreveu cantatas e importantes peças religiosas, como o Salve Regina.

 

Giada Ruspoli, idealizadora do Concurso Ruspoli de Música Barroca.

Giada Ruspoli, idealizadora do Concurso Ruspoli de Música Barroca

“Anualmente acontecem duas seções do Concurso: Música barroca, de que participam profissionais de canto e instrumentistas, e Estudos musicológicos, onde pesquisadores apresentam seus ensaios sobre a produção barroca, sendo que os artigos selecionados entram para a publicação “Miscellanea Ruspoli”. Na esteira do espírito internacional da dinastia Ruspoli, a organização do concurso lançou também um Prêmio de Estudos musicológicos Euro-Latino-Americanos na América Latina e Caribe, realizando sua segunda edição em 2016.”, informa Giorgio Monari. A cerimônia de premiação terá lugar na UNESP-IA no dia 4 de agosto.

 

A soprano Valentina Marghinotti, vencedora do primeiro prêmio em 2015.

A soprano Valentina Marghinotti, vencedora do primeiro prêmio em 2015.

Programação:

1. Conversando sobre o Barroco entre Itália e Brasil – Almoço com música (valor R$ 135,00) com o Professor Giorgio Monari e os cantores italianos Marghinotti e Schiavoni e o cravista Bruno Tadeu. Dia 3 de agosto, às 12H45, no Circolo Italiano, São Paulo (Edifício Itália, Av. Ipiranga, 344 – Centro)

 

O contratenor Aurelio Schiavoni, vencedor do primeiro prêmio em 2013. 

O contratenor Aurelio Schiavoni, vencedor do primeiro prêmio em 2013. 

2. Música, história e estudos musicológicos entre Europa e América Latina – Cerimônia de Premiação do vencedor do II Prêmio de estudos musicológicos euro-latino-americanos.  Lançamento dos livros Miscellanea Ruspoli III e Quaderni Ruspoli I de estudos musicológicos com Donna Giada Ruspoli e os professores Víctor Rondón, Paulo Castagna e Giorgio Monari. Espetáculo musical com os cantores premiados, coro e cravo. Dia 4 de agosto, às 18H00, na Sala Teatro da UNESP – IA, São Paulo (R. Dr. Bento Teobaldo Ferraz, 271 – Barra Funda). Entrada franca.

3. Barroco Sacro – Concerto de Música Sacra Barroca italiana e brasileira dedicado ao cravista brasileiro Nicolau de Figueiredo, recentemente falecido.Com Valentina Marghinotti, soprano, vencedora do Prêmio Ruspoli 2015; Aurelio Schiavoni, contratenor, vencedor do Prêmio Ruspoli 2013; Jabez Lima, tenor; Flávio Borges, baixo; Juliano Buosi, violino I; Fabio Chamma, violino II; Alberto Kanji, violoncelo; Pedro Gadelha, contrabaixo; Alessandro Santoro, órgão concertante e contínuo; Ricardo Kanji, maestro di concerto. Dia 6 de agosto, às 12H45, no Santuário São Francisco, Largo São Francisco, 133 – Sé, São Paulo. Entrada franca.

Informações: (11) 98369-4478, www.associacaoruspoli.com.br

Comentários

comentários