Matusaléns da Terra. Os animais mais longevos do planeta

 

O tubarão quatrocentão é apenas o último a ingressar no clube das criaturas mais idosas que povoam nosso planeta. Grandes como locomotivas ou pequenos como bolas de gude, marinhos ou terrestres, esta é a lista dos dez mais entre os animais que vivem mais tempo.

Por: Equipe Oásis

Ele tem mais de 400 anos e quase nunca é visto: é o tubarão da Groelândia (Somniosus microcephalus) o vertebrado mais longevo do planeta. Um estudo publicado na revista Science e conduzido com 28 exemplares capturados por acidente, estabeleceu que esses enormes peixes que habitam as águas gélidas do Atlântico Norte, atingem os 5 metros de comprimento, crescem apenas um centímetro ao ano e alcançam a maturidade sexual apenas aos 150 anos de idade! É exatamente o crescimento lento uma das chaves para se entender o segredo do seu sucesso. Sabia-se há muito que esses tubarões são particularmente longevos, mas a maioria dos biólogos acreditava que sua idade não superava os 200 anos. Mas um dos exemplares estudados – a maior parte deles capturados por acaso em redes de pesca – nasceu ao redor do ano 1600. As análises foram feitas datando-se com o método do radio-carbono o cristalino desses animais, formado por proteínas que não se renovam , e que conservam inclusive traços de eventos radioativos como os testes nucleares dos anos 1960. O precedente vertebrado mais longevo era a baleia ártica. E aqui vai, na galeria, a sequência dos Top 10 – tubarão da Groenlândia excluído – animais candidatos ao título de “Matusalém da Natureza”.

 

Vídeo: Raro encontro com um tubarão da Groenlândia, por Adam Ravetch

 

 

Galeria dos velhinhos campeões:

2 Allocyttus verrucosus. É o último da lista, mas até ele supera em larga medida o ser humano mais idoso. Este peixe tem a forma de um diamante, nutre-se de pequenos peixes e crustáceos e vive nas águas oceânicas superficiais. Pode viver até os 140 anos. 23 anos a mais do que a “vovó” humana, morta no Japão há poucos dias. Foto: Robin McPhee / Norfanz Founding Parties.

 

3 Peixe-espelho do Atlântico. O nono lugar da lista pertence a uma outra criatura marinha: como veremos, são aquáticas a maior parte das criaturas mais longevas do planeta. O peixe-espelho atlântico (Hoplostethus atlanticus), que no entanto vive não apenas no Atlântico mas também no Pacífico e no Índico, pode viver até 149 anos. Uma das razões da sua notável sobrevivência é provavelmente a lentidão do crescimento e da maturação sexual do animal, que emprega 20 anos para atingir o seu pleno desenvolvimento., A lentidão de crescimento e de reprodução é uma das características recorrentes dos animais mais longevos. Foto: J. D. M. Gordon

 

4 Tartaruga gigante de Aldabra. O primeiro animal terrestre da lista é a tartaruga gigante de Aldabra (Aldabrachelys gigantea), originária do atol homônimo no arquipélago das Seychelles. Elas podem viver até os 152 anos e desovam a cada dois anos. Foto: Wil Meinderts.

 

5 Esturjão-de-lago. Também o Acipenser fulvescens pode sobreviver até os 152 anos e medir quase 3 metros. As fêmeas deste peixe de água doce difuso na América do Norte levam de 14 a 33 anos apenas para atingir a maturidade reprodutiva, e desovam somente a cada 4-9 anos. Em confronto, a truta arco-íris, que vive n o mesmo habitat, está madura em 2-3 anos e vive apenas 11 anos.

 

6 Sebastes borealis. Esse peixe, que vive desde as águas da península do Kamchatka, no extremo oriental da Rússia até o litoral da Califórnia, pode chegar a 157 anos de idade. Muito procurado pela pesca comercial sobretudo no Golfo do Alasca, esse peixe de grande porte pode superar um metro de comprimento e pesar mais de vinte quilos.

 

7 Tartaruga das Galápagos. Com a Chelonoidis nigra, endêmica do arquipélago das Ilhas Galápagos – e com várias subespécies que se desenvolveram nas diferentes ilhas do conjunto – damos um salto de qualidade. Essa tartaruga terrestre atinge os 400 quilos de peso e pode chegar a 177 anos, com uma expectativa mínima de vida de 150 anos. Foto: Tui de Roy.

 

8 Ouriço vermelho do mar. Será a dieta à base de algas, ou o exoesqueleto cheio de espinhos pontudos que lhe permitem ótima defesa contra os predadores, o fato é que o Mesocentrotus franciscanus pode viver até 200 anos, colocando-se assim em quarto lugar na lista dos bichos mais longevos. Foto: Floris van Breugel.

 

9 Sebastes aleutianus. Um outro peixe ósseo da família dos Sebastidae conquista o terceiro lugar na lista dos animais mais longevos. O Sebastes aleutianus (aqui em uma ilustração de artista) é um peixe solitário, difuso nas águas do norte do Pacífico. Pode viver até 205 anos. Era considerado o peixe mais longevo do planeta, até as descobertas mais recentes feitas a respeito do tubarão da Groenlândia.

 

10 Baleia da Groenlândia. Para defender a honra dos cetáceos temos a Balaena mysticetus, também conhecida como baleia ártica, que pode nadar naquelas águas gélidas durante 211 anos. O animal chega aos vinte metros de comprimento e 152 toneladas de peso. Foto: Martha Holmes.

 

11 Vôngole oceânico. O mais velho exemplar de vôngole oceânico (Arctica islandica) já encontrado tinha mais de 400 anos. É o campeão absoluto de idade avançada entre os animais terrestres. Um exemplar pescado nos mares da Islândia em 2006 foi objeto de pesquisas científicas, e a ele foi inicialmente atribuída uma idade entre 405 e 410 anos. Análises ulteriores demonstraram no entanto que esse exemplar tinha 507 anos! Esse enorme vôngole, que foi batizado de “Ming”, foi morto por causa de um erro cometido pelos cientistas que tentavam determinar a sua idade exata.

 

Comentários

comentários